Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

GENTE. O QUE E QUANDO É.

para mim, só o poeta é gente.
todos os outros indivíduos são:
Médicos,
Engenheiros,
Motoristas,
Secretárias,
Ministros,
Presidentes,
Mendigos,
Banqueiros...
são só isso, mais nada!
tem poeta que é médico a aí é gente;
poeta engenheiro e gente;
poeta motorista: gente;
secretária poeta, gente muito boa!;
Ministro tão poeta que é gente-gente;
Presidente poeta?Quem sabe um dia!
Mendigo é sempre gente e poeta pra sempre,sem exceção.
Banqueiros poetas?
Há um caso isolado:o do banqueiro poeta Nobel da Paz da gente pobre.
se for gente é poeta,
se é poeta é gente,
radical assim mesmo!
se não é poeta, não existe.
a não ser no Irã,
onde todo o mundo escreve
pelo menos um poema na vida(uma lei moral que invejo muito)
e assim se vê germinar alguma semente,
não existe mais nenhum lugar cheio de gente.
betina moraes
Enviado por betina moraes em 17/10/2007
Código do texto: T698137

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
betina moraes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 48 anos
391 textos (3641 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 10:17)
betina moraes