Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TEREZA

TEREZA, TEM DÓ DE MIM
O SEU AMOR BATEU, DOEU
DEIXOU-ME ASSIM,
É MANHÃ O SOL SAIU,
A DOR NO PEITO EXPLODIU.

TEREZA DEIXE EU TE AMAR,
POIS É MANHÃ, NAS AVENIDAS.
É MANHÃ ,NO PEITO HÁ VIDA,
QUE SE ATEM A MINHA E SE INTEGRA A TUA.

A TARDE SE ANUNCIA,
VEJA A EXPRESSÃO DE ABANDONO
QUE HÁ NO DIA.
NAS PRAÇAS NÃO HÁ PARDAS,
OS SINOS DAS IGREJAS NÃO
TOCAM MAIS.
HÁ MENINOS DEMAIS NAS RUAS
QUE ATOA CHEIRAM A SORTE.

SINTO QUE O VÉU DA INDIFERENÇA
APAGAM ESTRELAS,
QUE A NOITE CHEGA SENHORA;
ELEGANTE, FACEIRA E CONVIDA-NOS
AO AMOR.



Ecila Yleus
Enviado por Ecila Yleus em 17/10/2007
Reeditado em 19/10/2007
Código do texto: T698372

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ecila Yleus). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ecila Yleus
Recife - Pernambuco - Brasil, 65 anos
328 textos (10453 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 15:57)
Ecila Yleus