Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Morte

É sim, a morte, quem nos faz viver
É o cheiro da morte que me excita
É ela, tão bela, cheirosa e maldita
A maior traidora que pode haver!

É ela quem une laços desprezos
É ela quem ama, quem chora e vê
Que ela é única, e não há de haver
quem a engane. Não há mesmo!

É a morte quem tem o silêncio mais belo
Quem canta louvores mais silenciosos
Quem tem os planos mais misteriosos
Quem, no tribunal, comanda o martelo!

Só ela mantêm esperança de vida
Ela que, como eu, ama e é censurada
E se ela, com planos, acaba
É dor, é desgraça que ela alivia.

É sim, a morte, amiga da gente
É ela quem nos alivia, nos leva e nos salva
traz o descanso merecido à alma
Beleza, ternura, eternamente!
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 18/03/2005
Reeditado em 23/09/2008
Código do texto: T6986

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 31 anos
958 textos (30748 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/09/16 00:39)
Júnior Leal