Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PROXIMIDADE

quando tudo parecer sem gosto
 e o sol das manhãs de verão não for insinuante
então está próximo

quando a brisa primaveril não cantar canções de amor em seus ouvidos
 e o marulhar das ondas não for interpretado como um
sussurro apaixonado
então está próximo

quando as borboletas forem traduzidas como insetos agourentos
 e os pirilampos não acenderem a paixão em seus olhos
mais próximo ainda estará

quando a poesia não fizer sentido em seu espírito
 e a sua linguagem for enxuta e objetiva
ela já estará postada à frente de sua casa

quando não houver mais encanto num beijo e num abraço
 e a música debandar
 e a dança cessar
 ela entrará e se sentará na sala

e ali ficará olhando friamente
gelidamente
a cera derretendo
TÂNIAMENESES
Enviado por TÂNIAMENESES em 17/10/2007
Código do texto: T698877
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
TÂNIAMENESES
Aracaju - Sergipe - Brasil, 69 anos
1684 textos (176258 leituras)
1 áudios (102 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 03:51)
TÂNIAMENESES