Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CANÇÃO DO EXÍLIO 2001





Minha terra sem palmeiras
muitos palmos, muitos palmos
de terras enconflitadas
sabiás sabicantantes
migraram pra não sei donde
retinem sons de gorgeios
de violas desencordoadas
retumbam sons desencantos
na boca dos miseráveis


Nem céu com estrelas mil
nem várzeas floriflorindo
verdes sem vidas amores
mudam o andado e o andar...
sem palmeiras nem pomares
a fome ronda o irmão
o irmão ronda o irmão.


“Não permita Deus que eu morra”
sem palmeiras bandeirando
sabiás trinicantando
palmeiras mares pomares
ver verdes varzifloridas
sem penhores, sim senhores
sem palmares sem palmares.


moises silveira de menezes
Enviado por moises silveira de menezes em 11/11/2005
Código do texto: T69964
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
moises silveira de menezes
São Pedro do Sul - Rio Grande do Sul - Brasil, 62 anos
37 textos (10037 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:02)
moises silveira de menezes