Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto para um menino distante



À noite, em sombras, me vem cativante
A figura de um menino distante:
A amada que desfaz em saudade
Do irmão adormecido ainda à flor da idade

Da catedral sedestre à alameda cinzenta,
Ergue-se no cimo uma prece libenta
Suspensa como se tocasse um sino
Para a alma inocente do menino

Do cipreste desprende um vaga-lume,
Vejo o menino contemplar o lume;
Cintilando declina a noite fria

Meu Deus! Eu com essa fantasmagoria
Vejo novamente a amada no costume
De rezar sob a luz da vela que ardia
Paulo Cavalcante
Enviado por Paulo Cavalcante em 18/10/2007
Código do texto: T699773

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Paul St Paul). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Cavalcante
São Luís - Maranhão - Brasil, 47 anos
27 textos (117946 leituras)
5 e-livros (5611 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/17 21:04)
Paulo Cavalcante