Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto XXIII

Imagina, garota dos meus tormentos
Se o amor que eu sinto e você não vê
Um dia se revolta contra você
E passa a ser ódio em todo momento

Eu não mediria meu ódio perverso
Como também não medi meu amor
É livre a dimensão de prazer ou de dor
É livre o mal, em meu rosto ou em meus versos.

Imagina, garota, se eu fosse esperto
E quisesse à você tudo o que merece
Eu não ficaria mais um segundo perto.

Se esse amor, esse mal que me enlouquece
Te dar um golpe que pegue certo
Tu morre, e por amor, meu coração te esquece.
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 19/03/2005
Reeditado em 30/03/2005
Código do texto: T7035

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 31 anos
958 textos (30750 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/09/16 12:22)
Júnior Leal