Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Injúrias (e muito mais...)

Saudade
     não esquece de machucar
       arde, corrói e dilata
   
    C
      A
        I
                     volta mas não morre jamais!

Maldade
     até perder de vista
       cura, ama e excita

    V
       A
          I

                     finje de cego pra ver mais!

Piedade
     ato demasiado fraco
       acaba, rebaixa, é fato

    S
      A
        I

                   perdoa por frente e mata por trás!

Verdade
     mentira! calúnia, maior não há
       Quem é? Onde? julga...

     P
       A
         I
     
                Me diz como ela se faz?

Saudade da minha maldade,
Piedade da vossa verdade!
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 19/03/2005
Código do texto: T7046

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 31 anos
958 textos (30824 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:22)
Júnior Leal