Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CHEIRO DE INFÂNCIA

E ao chegar do trabalho
Cansado até mesmo do transito
Sou recebido por minha mãe
Que de sorriso aberto
Sempre me espera... É reconfortante!

Da cozinha vem um aroma
Que me remete à infância
Não resisto e abro a panela
Respirando essa fragrância!

E num instante vejo-me criança
No colo de minha mãe...
Que me mostrava a dança
Dos legumes fervilhando na panela
Contando que eles estavam comemorando
A alegria de nos fazer crescer...
E o quanto era importante os comer!

Olha filho, dizia ela, a alegria da cenoura
Que com sua cor alaranjada
Deixa nossos olhos bem fortes
E enxergarás como uma águia!

Está vendo a cebola e o alho?
Eles continuam branquinhos
Deixam a pele brilhando
E nossos dentes fortinhos...

E ia descrevendo tudo
O que havia na panela!
E pra ninguém reclamar do gosto
Fazia um caldo bem grosso
Com macarrão de letrinhas
Que ia nos fazer inteligente
O melhor aluno na escolinha!

Um leve tapinha nas mãos
Tira-me de meu devaneio...
Mamãe diz: primeiro o banho,
Depois que irá jantar!
Seja um menino educado
Lembre do que eu ensinei!...

Dou-lhe um beijo estalado
Rodo-a num grande abraço
E agradeço pelo meu lindo lar!

Santo André, 23.10.07 – 1h37m

(mais um “desafio” do Tigre Latino, que disse para fazer poesia com legumes na panela...)
Enloucrescida
Enviado por Enloucrescida em 23/10/2007
Código do texto: T706131

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Enloucrescida
Santo André - São Paulo - Brasil
643 textos (90581 leituras)
14 áudios (2056 audições)
4 e-livros (1183 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 00:57)
Enloucrescida