Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FRAGMENTO DE DISCURSO AMOROSO

Dá tua mão, vamos amor,
além dos horizontes óbvios,
pelas montanhas imortais,
desestabilizar as asas
em águas cristalizadas!
Deixa de ser calmo...
Morra de medo comigo!
Minhas veias são tóxicas
feitas para voar veneno
em tontos beijos acrobatas.
Pode sorrir indecente
no corpo que mostro
sem utopias conhecidas...
Olhe para mim, estou sem os panos!
Descontinue os passos em minha via,
erre comigo, o que tem?
Imperfeições são meu fraco
Eu não adoeço, eu não mato!
Vamos furtar paixão da noite
nas casas dos meninos solitários...
Ser mau na medida de doer o amor
é saúde no espírito afetivo livre,
conspiremos então, amado único
para que a vida não nos poupe.
Uma ou duas vezes fomos longe
Mas nunca mal vistos,
porque sempre tivemos perdão...


betina moraes
Enviado por betina moraes em 23/10/2007
Código do texto: T706163

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
betina moraes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 48 anos
391 textos (3640 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 02:27)
betina moraes