Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Monstros Soltos

Sonífero me dêem agora
Preciso dormir, descansar
Ter noites tranquilas
Sonhar.
O monstro da Lagoa é apavorante
Quer me esmagar, destruir o quanto antes
Abro minha boca, saem gritos lancinantes
Não posso esperar nem mais um instante
Para que a vida livre apareça
Para que acabe essa tempestade
Que venha a Paz nesse fim de tarde.
O monstro vem, já está aqui, com a goela aberta, para me engolir.
Fecho os meus olhos, chamo meu herói,
Mas ele não vem, estou sem ninguém.
Penso, lembro, acho a saída enfim
Vou usar o pó de Pirlimpimpim...
gelbatere
Enviado por gelbatere em 23/10/2007
Código do texto: T707097

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
gelbatere
Uberlândia - Minas Gerais - Brasil, 52 anos
64 textos (1457 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 20:25)
gelbatere