Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Caminhos e descaminhos

Enquanto abria caminhos,
Semeava alguns descaminhos...
Nos caminhos, uns tantos me aceitaram como sou;
Nos descaminhos, outros tantos queriam
Que eu fosse
Como eles queriam que eu fosse.

Nos caminhos,
Eu sou eu mesmo:
Romântico, apaixonado, o cavalheiro
Que manda flores,
O que abre as portas dos carrros
Para as damas;
Nos descaminhos,
Também sou eu mesmo:
Luxúria à flor da pele, irreverente, debochado,
Cabra macho nordestino, sangue quente
Atropelando as veias.

A diferença:
Nos caminhos, eu sou o conceito,
Nos descaminhos, eu sou o defeito!
E olhe só, madame, por favor,
Não posso ser o que a senhora quer que eu seja,
Pois há muito já sou o que sou!
Antonio Maria S Cabral
Enviado por Antonio Maria S Cabral em 24/10/2007
Reeditado em 29/12/2008
Código do texto: T708123
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antonio Maria S Cabral
São Luís - Maranhão - Brasil
1276 textos (157137 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 20:15)
Antonio Maria S Cabral