Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Atormentado pela insônia

Toda noite a insônia deita ao meu lado
E agora o que fazer?
Se a insônia não me deixa dormir
Já é noite

Todos dormem
E eu fico aqui acordado
Bolando sobre a cama
Pensando longe
Pensamentos distantes
Que às vezes eu até me perco

Todos dormem
Lembranças do passado
Da infância
Dos amores passados
Do que eu fiz
Do que eu deixei de fazer
Coisas que fazem rir
Que fazem entristecer
Dos tempos de colégio
De como tudo era grande
De como eu sonhava

Todos dormem
Está tudo silencioso
E eu aqui sem coragem pra sair da cama
Pra sair e ver a noite
Vagar por aí
Sem rumo até ver a aurora
Lembro-me que é noite
E volto a aterrissar na cama

Todos dormem
Sinto-me sozinho
Sinto-me tão preso
Dentro desse meu mundinho
Que eu acabei criando sem querer

Todos dormem
E eu sem coragem de sair
E ver as estrelas
Sinto-me mais seguro aqui dentro
Porém sinto que isso é um saco

Todos dormem
E quando todos acordam
Eu quero dormir
Que insônia miserável!
Estou ficando desesperado
Preciso tomar uma providência logo
Se não eu vou acabar me complicando

Tiago Rodrigues de Brito
Enviado por Tiago Rodrigues de Brito em 24/10/2007
Reeditado em 24/10/2007
Código do texto: T708452

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tiago Rodrigues de Brito
Umarizal - Rio Grande do Norte - Brasil, 30 anos
57 textos (3454 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 18:45)