Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tumulo

Meu mundo escureceu
A vida já não existe mais
Estou parado imóvel sem resistência
Pois é aqui que eu quero ficar
Nesse mundo frio e sombrio
Esperando que todo o veneno da solidão
Invada minha alma
Dilacerando todo meu ser
Corroendo-me como os vermes
Corroem um corpo apodrecido
Queria poder estar agora
Na solidão gelada de um tumulo
Mas nem tu oh morte
Vil e cruel criatura
Quiseste me levar consigo
Agora estou eu condenado
A viver nesse mundo sozinho
Com o vazio a me acompanhar
Pois meu mundo que já foi cheio
Repleto de vida e amor
Tornou-se vazio e sem vida
Um oco no meio do nada
Pois tudo que era vida se foi
Junto com você oh deusa cruel
Invadiste minha alma
Tomaste todo meu ser
Me fez voar até os mais altos montes
A admirar as mais lindas paisagens
Pra depois jogar-me aqui
Nesse imenso nada
Atirando-me ao sofrimento e solidão
Sofrimento de quem um dia amou
Da maneira mais intensa
Sonhou os mais lindos sonhos
E agora foi jogado aqui
Nesse mundo sem vida
E agora estou eu condenado a viver
Nesse mundo sombrio
Que será meu eterno tumulo
Sem ao menos poder morrer
Luciano Souza (Lord Vampiro)
Enviado por Luciano Souza (Lord Vampiro) em 25/10/2007
Código do texto: T708941

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luciano Souza (Lord Vampiro)
São Paulo - São Paulo - Brasil, 37 anos
63 textos (6891 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 21:14)
Luciano Souza (Lord Vampiro)