Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONETO ENAMORADO

habita meu peito essa flor nativa e iluminada
luz de muito amor e compreensão conquistada
causa dormência em mim e nos meus extensos
nos meus desejos físicos, ilegíveis, mais densos

colabora e codifica minha visão para ver mundo
vira meus olhos para o centro do que é profundo
não há borda ou superfície inerte quando sou ele
miro no que tem nele e me torno o mergulho dele

e é tanta leveza no mergulhar que na água viro ar
mesclo o que sou no que ele é para me concentrar
nas partículas, necessidades, nas novas vontades

aprendo com ele que não existem outras verdades
no conflito só é possível viver uma única decisão
a sinceridade é a estrada com via de uma só mão.

betina moraes
Enviado por betina moraes em 25/10/2007
Código do texto: T709442

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
betina moraes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 48 anos
391 textos (3640 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 11:51)
betina moraes