Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Versos Pornoespíritas

Meu lábio repousa no Teu como quando a lua nasce
Serena e dourada sobre o Rio de águas morenas.

Teu corpo deseja meu calor ardendo o Teu
Num compasso disritmado de versos pornoespíritas místicos
Afinados em ré.

Teu coração esconde os “sim” num batimento acelerado.
Meu espírito, então perdido,
Encontra-se a vontade
Nas entranhas de Teu corpo pardo

No suor do teu espírito sobre o meu
No olhar perdido ao céu
Dentro da caverna doce e carnal do corpo teu.

E pretendo ficar pela eternidade dos segundos
Que o apogeu deste momento me permite.
Dio Lenno
Enviado por Dio Lenno em 25/10/2007
Código do texto: T709565

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dio Lenno
Macapá - Amapá - Brasil, 32 anos
211 textos (13009 leituras)
3 áudios (319 audições)
1 e-livros (5 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 14:51)
Dio Lenno