Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0188 - Sinais de amor



Entre meus delírios te procuro,
não escutei tua resposta,
dentro de mim, o silêncio é extremo,
logo agora que me apaixonei,
não quero amor de ouvir dizer.

Não falamos de nenhuma paixão,
procuramos alguma saída para o amor,
não tenho desculpa para ficar,
não sei o que dizer se fores embora,
teu olhar quer me dizer algo do futuro.

Depois que os sentimentos se alinharem,
quero pedir carinhos sem implorar,
será que tua boca esqueceu meu sabor?
Não diga que um dia fomos só paixão,
tenho certeza de que irás lembrar do meu amor.

Hoje meus sentimentos têm seu sobrenome,
não sei se notastes, tenho mais que um querer,
posso ir além dos sonhos de uma noite,
talvez uma vida ou alguns pedaços de felicidade,
todo céu é maior do que podemos enxergar.

Não deixes tuas mãos fora do meu corpo,
o fogo continua nos nossos arredores,
não temo as esquinas por onde vamos,
tudo é amar, até quando a paixão acaba,
o tempo não apaga o que levamos no coração.

26/03/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 20/03/2005
Código do texto: T7116
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116059 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/16 15:58)
Caio Lucas