Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

           TE VESTE DE DOURADO E PRATA E ME AMA 

Ó vaidosa
lady que no céu flana e resplandece, 
que dentre estrelas, 
traças manchas, gatafunha estrias,
e como o brilho da sangria vens num vivo clarão do arrebol ilumina a cidade!

Ó 
que tu
em veste de seda dourada,
no intermezzo dos céus
solfejas ao mundo em luzes prateadas,
sêr-des a monalisa do meu coração,
sêr-des a melodia da minha canção.

Crente,
cri me fiz pio
refém do teu afeto,
raro qual o nada perdido foi ilusão,
e que no agora nos põe a dor e a distância.
e que de sobra o pouco que nos restam, são réstias de luz visíveis na lembrança.

Genuflexo
te rogo,
te peço,
o que posso eu fazer?
Como hei de vencer a vingança,
iluminar os teus olhos,
alargar, alegrar o teu coração,
expulsar o rancor, o ciúme,
a inveja e o ódio,
a pedreira fria do granito!

exala
o teu perfume o teu aroma,
debrea, põe em marcha lenta a tua mentira,
realiza uma se quizer, como pode realizar a outra se puder, mas faz de mim tua fantasia?
Ó lady que no céu  flana e resplandece em véu,
nua sem veste,
te veste em dourado e prata
e me ama.

SERRAOMANOEL - SLZ/MA - TRINIDAD - 27.10.2007.
serraomanoel
Enviado por serraomanoel em 27/10/2007
Reeditado em 30/10/2007
Código do texto: T711810

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
serraomanoel
São Luís - Maranhão - Brasil, 57 anos
1502 textos (160815 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 01:00)
serraomanoel