Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As lembranças que doem


Quanto mais o tempo passa,
Minha solidão aumenta
E junto com ela,
Lembro-me o quanto te amei
Eras para mim o ar que respirava
Em tuas mãos minha vida coloquei
O que fizestes...
Sorrias enquanto eu chorava
Em outros braços tu te acalentavas
E voltavas para mim com o mesmo sorriso
Em teu rosto,nada mudava...
E eu sempre em ti acreditava
Hoje me encontro a pensar
Será que fui tão ruim...
Será que não era nada que eu pensavas para ti...
Acho que nunca esquecerei tamanha decepção...
Não tenho coragem de um dia olhar para ti...
Mas,existem outros olhares,outros corações...
E eles espero um dia me apaixonar..
Seria um sonho tudo isso mudar..
E em voce novamente acreditar...
Só quem crava o punhal nas costas
è que pode um dia tirar.

Gilmar Santos
Enviado por Gilmar Santos em 27/10/2007
Reeditado em 17/03/2008
Código do texto: T711907

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gilmar Santos
Planaltina - Distrito Federal - Brasil, 59 anos
696 textos (113583 leituras)
53 áudios (5041 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 06:41)
Gilmar Santos