Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tempestades

Tempestades

O  ar rodopiou fez um pó,
Fez um redemoinho, feito um nó,
E sem olhar às pessoas que passam,
Não respeita, suja tudo e desencanta quem caça.

Passada a tempestade o pó regado deu flores,
Olhamos o inconsciente, e lembramos os amores,
O pó que fez a dor e a aversão,
A chuva que deu as  flores e o perfume à relação!

13/10/2007
Nenúfar
Enviado por Nenúfar em 27/10/2007
Código do texto: T712583

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nenúfar
Portugal, 53 anos
532 textos (29263 leituras)
193 áudios (16920 audições)
9 e-livros (226 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 19:15)
Nenúfar