Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um poema, uma canção (ou Tola e Distraída)...

Deixo-me enganar, sim,
por esses teus olhos
que atravessam meu caminho.
E a todo instante fazem-me
tola e distraída.
E respondo aos teus chamados,
invento novas palavras...
só para não ver o sonho morrer.
Deixo-me encantar, sim...
pelos sons que me revelas
pelas novas idéias que mostras..
por teu mundo diferente.
Deixo-me envolver, sim,
por teu pretenso romantismo
talvez inventado no último minuto.
Por tua ausência programada
para encher-me de saudade.
Deixo-me surpreender por teu humor
e rio-me de teus gestos mais banais
como se nada houvesse de mais interessante.
Assim será, até que um adeus civilizado
fará de conta que tudo foi invenção.
Mas sobrará o poema, testemunha ocular
registrando um ingênuo sentimento,
que por um tempo fez-me tola e distraída
e fez-te ao menos compor tua canção.
Mareluz
Enviado por Mareluz em 28/10/2007
Código do texto: T713372
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mareluz
São José dos Campos - São Paulo - Brasil
689 textos (20729 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 12:21)