Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEI LÁ, um sonho novo !

___________ [ Sei lá ! ] 3

Como é, não sei!
Tampouco o que é
ou porquê.
Interrogo-me se será
o estar prenhe
de um milhão de estrelas
ou de um bando
de aves sideradas
ou de estar só
como uma flor
entre as mãos de Narciso.
Eu,
como ele e ela,
mas eu, desabrochado
na terra fértil
no remoto jardim
de onde terei amanhecido,
assim, fecundo.

A rainha terá voltado
— Aleluia! — a Gotanti;
já desabrochou o sorriso
no deserto dos rostos
ou, ainda, que só em mim
ou só ex-quase-deserto
mas, decerto, enfim...
por um sonho novo.

Sei-me a inventar
uma outra fome ou sede,
uma avidez que só se diz
gaguejando ou gargalhando,
mas de uma euforia
veramente inaudita.

Reconheço-me
numa fábula de gente
com a banalidade patética
da satisfação de uns,
o inverso de outros
e o meu engendrar
de novos sentidos com base
nos que sempre me foram
o norte e o desnorte;
e o mais inventar
de novas percepções
desmedidas e irreverentes
na força de simbolizarem
o meu querer renovado
de paraísos
bem ou mal prometidos.


_____________________LuMe
Luis Melo [www.lumelo.com]
Luis Melo
Enviado por Luis Melo em 14/11/2005
Código do texto: T71342
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luis Melo
Portugal, 59 anos
64 textos (2257 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:17)
Luis Melo