Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMANHECEU NA PENÍNSULA 

D'ante a janela
se estende um manto d'água.

Um mar mor a mourejar
murmurante do cantar sonoro.

Um mar môrno motriz d'alma,
vivo do beijar salgado.

Um mar d'água do sopapar
o saveiro que zarpa pro nada.

Um mar sopinpa do vai e vem,
do lambe-lambe sovina à beira da praia.

Um mar sonso suave
marola das ondas quebradas.

Mar, mar 
mar da mulher amada,
mar de Iemanjá,
mar da mulher encantada.

Mar do amar,
mar do sol e do calor,
mar do amante e da amada
mar do fazer amor na pocinha água.

Mar, mar
Mar da ponta d'áreia,
Mar do olho d'água,
Mar dos filhos bem-vindos,
Mar dos filhos brincando
na pocinha d'água.

Mar, mar,
meu  amor,
meu amar,
minha vida amanheceu à beira do mar.

SERRAOMANOEL - SLZ/MA - TRINIDAD -28.10.2007.

serraomanoel
Enviado por serraomanoel em 28/10/2007
Reeditado em 23/02/2008
Código do texto: T713590

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
serraomanoel
São Luís - Maranhão - Brasil, 57 anos
1502 textos (158749 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 13:12)
serraomanoel