Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VACUIDADES DIALÉTICAS

VACUIDADES DIALÉTICAS
       * Poema publicado na Revista Espiral.
O futuro é uma forma abstrata
o passado é algo que existiu
    não é fácil entender
futuro é o que está
e que em si mesmo
nada deixa de ser
    é oblíqua a equação
passado é substância invisível
coisa que existiu
mas agora não é
assim, nada é em si
    sistema para entender
   tudo passa pelo presente
o passado já foi
e sempre será
o futuro será
não é certo
o tempo mesmo não existindo
é o móvel motor desta relação
onde o que não é
passa a ser, sendo
e assim, será incerto
    abstrações...
    vacuidades dialéticas
há um sistema vital
que rege ilusoriamente
somos presos a este arco
que só tem ida
mas não tem volta
porque é um estar aqui.
                         (09/07/03)
Ozimar Júnior
Enviado por Ozimar Júnior em 14/11/2005
Reeditado em 25/07/2008
Código do texto: T71422
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ozimar Júnior
Canindé - Ceará - Brasil
39 textos (805 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:35)
Ozimar Júnior