Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mesmo quando


E mesmo quando tudo se houver tornado silêncio
tua voz se fará ouvir dentro de mim...
E mesmo quando tudo se houver tornado treva
tua luz guiará meus passos trôpegos...
E mesmo quando não houver mais onde eu me agarrar;
e mesmo quando estiver só;
e mesmo quando me sentir vazio;
e mesmo quando estiver chorando;
e mesmo quando...

Não importa quando;
não importa onde;
não importa como;
não importa o porquê...
Nada importa, pois eu confio em ti!

Hei de sufocar o pranto
eelevar meu canto ao infinito!
Se for preciso, eu grito!
Mas hei de me fazer ouvir,
mesmo quando o mundo ao redor for só barulho...
Hei de saber amar,
mesmo quando o mundo me odeie por tão pouco...
Hei de ser assim até que nada mais me detenha;
nada mais me impeça de ser feliz;
plenamente, totalmente, completamente feliz!

E mesmo quando, como agora,
minha lágrima escorrer humana e pura...
Mesmo quando se chora...
É um misto de tristeza e de alegria;
de tudo e nada, sem porquê...
Como se fosse a saudade de mim próprio,
por crer que ainda exista um raio de luz
e uma pequena chama de esperança no AMANHÃ!
Poeteiro
Enviado por Poeteiro em 29/10/2007
Código do texto: T714529
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeteiro
Santos Dumont - Minas Gerais - Brasil
440 textos (10840 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 09:02)
Poeteiro