Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BOBO

Recupero-me aos poucos, assim me reponho;
volto à vida e percebo que o mundo não cai;
de repente outro sonho no mesmo percurso
nasce n´alma e se vai, outra vez vejo flores...
Mesmo assim me dói muito, pois tudo é tão lento,
quero logo em teus traços o brilho de outrora,
teu afeto que tento emendar no silênco
desta hora e das tantas que soam perenes...
Vens de novo trazendo a razão de sentir
que viver vale a pena e meu mundo está ganho,
meu contento é tamanho e mentir já nem cabe...
Na verdade estou bobo como sempre fui,
sou entregue aos estágios da tua emoção;
coração mesmo improbo nesta pronta entrega...



Demétrio Sena
Enviado por Demétrio Sena em 29/10/2007
Código do texto: T715198
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Demétrio Sena
Magé - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
3050 textos (61796 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 05:04)
Demétrio Sena