Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0195 - Teu, sou vida



Poderia te amar como qualquer noite,
talvez não queiras estar sozinha,
meus sentimentos exigem que sejam a dois,
amar não deve ser só amar, amor é único.

Seduze-me, como faço, envolve-me nos braços,
pare seus pensamentos nos meus olhos,
os medos passam, os dias, as noites, tudo acaba,
não deixemos o encanto acabar na beira da cama.

Não sei dos meus infinitos, não ouso sonhar,
desejo a mulher que me tome, que conquiste,
que não julgue meus atos, até os insanos,
nas noites te quero prostituta,  impura, irreal.

Não precisamos de um amor soberano,
arder é desejar o lado de dentro da pele,
oferecer-te um coração em troca do teu,
quando sonhar sou teu, se acordar sou vida.

29/03/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 20/03/2005
Código do texto: T7153
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116238 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:40)
Caio Lucas