Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESTINO

                                     DESTINO


                                   Hoje caminho
                                   pelas veredas
                                   dos claustros
                                   ensimesmados

                                   Sou pedra
                                   marcando milênios
                                   na solidão
                                   das idades

                                   Sou chama votiva
                                   de panteão
                                   na memória
                                   das colunatas

                                   Seguirei as escarpas
                                   com os olhos presos
                                   nas planicies
                                   que me conduzirão
                                   à terra prometida.
Celisa Diniz Corrêa
Enviado por Celisa Diniz Corrêa em 30/10/2007
Código do texto: T715694

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autoria de Celisa Diniz Corrêa). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Celisa Diniz Corrêa
São Paulo - São Paulo - Brasil
47 textos (2541 leituras)
1 áudios (110 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 11:43)
Celisa Diniz Corrêa