Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
ILHA

Ilha/ mar/ cerco/abrigo/ solidão.


Minha ilha, é o meu coração
com limites viscerosos.
Meus sonhos, em profusão
em seus recantos engenhosos.

Rodeia-o um mar vivente.
Que alaga exaure e, não se adia.
Nunca exausta totalmente.
O seu tesouro não perdia.

São poemas que se bloqueiam.
Cautelosos de sua existência.
Alma e corpo que, se rodeiam.
de solidez e resistência.

Minha ilha de solidão
Poemas de mar profundo
Eles não cessam, se vão
Concedem-se para a girea pelo mundo.

De T,ta
30-10-07
10:28
Tetita
Enviado por Tetita em 30/10/2007
Código do texto: T716487

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tetita
Setúbal - Setúbal - Portugal
1397 textos (80766 leituras)
65 e-livros (5629 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 19:14)
Tetita