Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOFRIMENTO DA PALAVRA

Não hás de arrebatar da Dor teus pobres versos
Nem lhe furtar o fardo que tanto te abomina:
Nas profundezas rasas de teus universos
Jamais entenderás o que ela te destina.

Por mais que te açode o inútil esforço
de transportar às letras os teus sentimentos,
catarses tuas são apenas mero escorço,
disforme esboço desses teus tristes momentos.

A Dor, maior que tudo, é a deusa da Verdade
E tu, na tua insana e tensa veleidade,
Não tenhas pretensão de a apreender.

Na busca de palavras que a retratem, competentes,
Em vão, em desespero, jamais te atormentes,
Melhor que te assossegues e deixes de sofrer.

mreno
Enviado por mreno em 20/03/2005
Reeditado em 21/03/2007
Código do texto: T7176
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
mreno
Itajubá - Minas Gerais - Brasil
37 textos (1813 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/09/16 00:42)