Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CHAGAS

Se tua vida te negou felicidade
E os teus passos foram n’outra direção,
Que te console esta minha soledade
E te abrace a minha imensa solidão.

Que o meu pesar o teu pesar resgate,
Se recanto o teu mesmo pungente verso,
Pois que trago a mesma dor que te abate
E o meu pranto não é do teu diverso.

Tu choras, relembrando teu passado
Perdido eternamente, sempre oculto
Nessa névoa em que fica insepulto
E que faz teu coração tão magoado.

E todos nós, a seu modo, convivendo
Com essa dor e saudade inesquecidas,
Nos tornamos meras sombras d’outras vidas
Que nos ficam, a cada instante, revivendo.

Em nossos peitos carregamos cicatrizes
de um passado que tivemos, radioso.
São chagas tuas que ocultas, não as dizes,
São chagas minhas que guardei, silencioso.
mreno
Enviado por mreno em 20/03/2005
Reeditado em 21/03/2007
Código do texto: T7179
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
mreno
Itajubá - Minas Gerais - Brasil
37 textos (1814 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 06:53)