Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Solidão da alma

Em silêncio você vai Pensando
Há na tua alma tanta solidão,
Você vai em vão procurando
Paz para seu triste coração,
Mas no mundo há muitas dores
Já não sabes o que fazer,
Perguntas dos verdadeiros amores
Que seus olhos não podem ver.

Por instantes você está sentado
A beira de um assustador caminho,
Seus olhos estão vedados
Pássaro de asas nuas e sem ninho,
Estás tão ferido e abatido
Já sem forças pra voar,
Um ser abandonado e desprotegido
E não encontra a direção do lar.

Lágrimas repletas de amarguras
Brotam do espelho em seu olhar,
De Deus o sabor das ternuras
Almejas sem demora encontrar,
Com fé eleve os olhos teus
Olhe sem receios para o azul céu,
Pois do lar do eterno Deus
Para untar a tua boca, verterá leite e mel.

Esqueço os teus pecados
Esqueça-os você também,
Ouve o precioso recado
Desta nova chance que você tem,
As pedras em teu caminho irão surgir
Mas as bençãos também virão,
Os teus lábios em silenciosa prece vão pedir
E meus anjos prontos te atenderão.

Já é chegada a tua hora
Segura firme em minha mão,
Ouça atentamente e sem demora
A voz  do atalaia da salvação,
Eu caminharei lado a lado contigo
E jamais sozinho te deixarei,
Se cansares meu querido amigo,
Em meus braços eu te carregarei.

Jeff Condol
Enviado por Jeff Condol em 31/10/2007
Reeditado em 31/10/2007
Código do texto: T718055
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jeff Condol
New York - New York - Estados Unidos
802 textos (112100 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 23:08)
Jeff Condol