Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CORAÇÃO-PALHAÇO

Ri, palhaço, em meio aos dissabores
Que te afligem a alma desassossegada.
À platéia provoca estrondosa gargalhada
E, no calor das palmas, esquece as dores.

A turba feliz que a te ver aparece
Também, como tu, sofre e lacrimeja
Mas espera tua graça pr’a ver se esquece
A dor que, imensa, em cada um lateja.

Teu riso, joguete de falso destino,
Em todos provoca delírio fremente
Que incrusta na alma febril dessa gente
O dom de olvidar o seu desatino.

A ninguém comove a mísera agonia
Que tua vida assola, importa a alegria
Que a turba te exige no picadeiro.

Espetáculo à parte, também vida afora,
Te exijo que sejas, como és agora,
Assim, coração, palhaço primeiro.
mreno
Enviado por mreno em 20/03/2005
Código do texto: T7185
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
mreno
Itajubá - Minas Gerais - Brasil
37 textos (1813 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/09/16 14:06)