Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sila

Sila

Ouve o sussurrar da lua que  entende o desespero do amor.

A procura que se vai, além de nós, nas paisagens de jardins floridos.

 O brilho que reluz em cada canto, reflete as emoções sentidas em nosso tempo de amar.

Ela te ouve e silencia em teus segredos, confissões arrancadas com dificuldades

de moça do interior.

Psiu !

 Sila, conta tua historia, quero ouvi-la. Mais uma que fará parte de mim.

Hoje vou confessar, as historias de amor, não conto pra ninguém,

 apenas deixo que a imaginação dos amantes vaguem aleatoriamente, sem freio  , a alusão de cada um.

E esse sim é uno, por que faz de mim sua historia.

Quando quiseres estarei aqui a te esperar,

num quarto crescente,

num quarto minguante,

numa nova silenciosa,

ou quem sabe numa cheia de esplendor e amor,

enfeitiçada por outros casais.

Sila, estou te esperando, venha e sejas a flor que desabrocha

 a luz da lua,

a Dama da Noite, que sensível perfuma a noite em esplendor.

Paulo Mello

09.10.07
 
 
Paulo Mello
Enviado por Paulo Mello em 01/11/2007
Código do texto: T718641
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Mello
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 63 anos
446 textos (11378 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 18:50)
Paulo Mello