Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FOTOGRAFIA

Arte abjeta
Profundamente singular.
Espaço semiótico
Angular.
Relação individual
O tempo... o espaço,
O real. O irreal.
Intencionalmente fetichista.
O que se move...absorve
Em contornos de luz e sombra
É diluído, dissolve
No desejo de fixar o tempo
Registro
Do que é... do que houve.
O melhor é o "revelar"!
Luz de prata metálica, sem ar.
No mergulho, a revelação!
Depois o porta-retrato
a mesa, a escrivaninha
No olhar, a projeção
O que se quer abraçar
Nas mãos não caberia
Abstrata sensibilidade
Assim, o sublime dissolveria
Nessa extrema lucidez afetiva
Que cicatriza a Fotografia.




Gladys
Enviado por Gladys em 01/11/2007
Reeditado em 13/11/2007
Código do texto: T719439

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gladys
São Paulo - São Paulo - Brasil
350 textos (28074 leituras)
1 e-livros (105 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 11:29)
Gladys