Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A MORTE (CIDA)

Pensa-se que ela é o lado escuro
o improvável futuro
o fim de tudo

Digo e repito
morro e renasço
quase todos os dias

Penso e reflito
nesse ser que alguns simbolizam
com caveiras
aqui do alto da minha cadeira
sorrio
encaro-a de frente
possível e certeira
e aprendo enchê-la
cada vez mais com luz!

Helena Istiraneopulos
Enviado por Helena Istiraneopulos em 01/11/2007
Código do texto: T719463

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Helena Istiraneopulos
Estados Unidos, 46 anos
256 textos (19182 leituras)
2 áudios (240 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 13:42)
Helena Istiraneopulos