Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COMPLEXIDADE HUMANA

O DESPEJO,
O LADO MANCO,
O SOTERRAR DOS TRAPOS,
O RELICÁRIO EU.
VIRARAM TRAÇAS DE ARMÁRIO,
DESENCONTROS PROVOCADOS.
VI OS CHOQUES DAS PALAVRAS
JOGAR PIMENTA NO MEL,
TECER O TÉDIO NO CALOR DA TARDE.
OUVI UMA ZUADA NO MUNDO,SUSSURROS,
PASSOU UM  VENDEDOR DE SERVIÇOS,
CONSERTA FOGÃO,CONSERTA FOGÃO,
CONSERTA ILUSÃO.
AS PAIXÕES ESTÃO NO MEDO,
ESTAMPADAS NOS JORNAIS.
SÃO SUTILEZAS SOCIAIS,
QUE SUGA A SALIVA,DEIXANDO A BOCA SECA.
BUSQUEI NO GUARDA-ROUPA OS LENÇOIS MOLHADOS
COM O SUOR DO DIA ANTERIOR,
CHEIRAVA A SONHOS PRAGMÁTICOS.
A ALGO SOLTO QUE SE VAI. PERDI A NOÇÃO
DO RETORNO.
O VELHO CHIMARRÃO FOI ABANDONADO ,
O CIGARRO LEVA RESQUÍCIO NA FUMAÇA,
UMA PARTE EM DELÍRIO SE DESPRENDE
DA OUTRA PARTE QUE RI À-TOA.
O MESMO CASACO VELHO COBRE O CORPO
QUE BEBE A MÚSICA DOS PÁSSAROS
COM OUVIDOS SURDOS.
QUÃO EFÊMERO É O LÍQUIDO PRECIOSO
QUE SECA O MAR DOS PENSAMENTOS
E DEVORA O DIA LEVANDO A PRECE.
VERTO EM ESCRITOS LATINOS
OS MANJARES DOS CAJUS,O SABOR DAS AMORAS.
O AVIÃO PASSA BAIXO E ESTREMEÇO,
QUERIA SER ESSE PÁSSARO MECÂNICO
PELO MENOS AGORA;
A UMA ESTRADA,UM OUTRO CÉU
ME ESPERANDO LÁ FORA.
O BECO ME SUFOCA, O QUADRADO ME SUFOCA,
O TEOREMA É UM ALERTA.
HOJE SAÍMOS AS RUAS MAS ,
NÃO CRUZAMOS A MESMA ESTRADA.



Ecila Yleus
Enviado por Ecila Yleus em 02/11/2007
Reeditado em 05/01/2008
Código do texto: T719930

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ecila Yleus). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ecila Yleus
Recife - Pernambuco - Brasil, 65 anos
328 textos (10454 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 19:21)
Ecila Yleus