Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Assim Tão Sozinha...

Na noite cálida os olhos
se abriram a pensar.
Molhados pela chuva de lágrimas
refletiam sobre a vida,
sobre tudo,
sobre o tempo que passou,
o tempo que é...

Só não conseguiam refletir
sobre o tempo que virá.
Queriam sonhar,
mas tinham medo.
Já não ousam mais.

Os sonhos todos
se perderam,
sumiram...

Ah, se o tempo voltasse...
Mas cruel,
não volta mais.

E outra vez
o medo insano instalou-se,
encarapitou-se no espaço
entre a razão e a emoção.

Tudo parecia tão longe,
tão distante,
tão cheio de dor
que a alma se revolveu
em choro e lamento.
Parecia que o dia nunca viria.

Uma vontade louca
de desistir outra vez.
De sumir...

- Ah, meu Deus,
por que tem que se assim.
O que aconteceu?
Onde errei?

Será que meu pecado
é tão caro
que tenho de pagar
com a própria felicidade?

E tinha tanto medo
de me fazer infeliz,
trazer dor à minha vida...

E olhe agora...
Quem sou eu?
Quem somos nós?
Onde estamos?

Não há motivos para ficar...
Assim tão só, tão triste...
Não há motivos...
Assim tão sozinha...
Não dá...
Não sei mais ficar...
Assim tão sozinha...
Maria
Enviado por Maria em 02/11/2007
Código do texto: T720226
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria
Blumenau - Santa Catarina - Brasil
4728 textos (191747 leituras)
1 e-livros (113 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 23:34)
Maria

Site do Escritor