Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Chorando...

E agora estou assim:
Um dia bem, outro ruim.
Um dia me sinto feliz,
pronta para enfrentar
qualquer desafio,
no outro desmorono
e já nem sei mais
o que faço aqui.

Um sobe e desce sem parar.
Por que isso meu Deus?
Lá fora o tempo está taciturno.
Parece que vai chover.
Aqui dentro está
tudo escuro também.

Assim não dá.
Assim não dá.
Olho todo mundo ao meu redor.
Parecem todos normais.
Todos felizes.
Alegres.

Caminhei por aí
a ouvir algumas vozes,
todas normais.

E eu?

Não entendo nada
do que acontece.
Não compreendo nada
do que gira ao meu redor.
Não sei mais o que fazer,
o que dizer.

Tenho medo de sonhar.
De viajar em meus sonhos
e estatelar-me no chão
como já aconteceu tantas vezes.

- Por que isso tinha
que acontecer comigo?
Por que?
E ninguém liga.
Ninguém se importa.
Só querem que fale,
que escreva,
que diga.

- Prá quê?
Pergunto:
- Escrever prá quê?

"- Se parar seria doloroso para mim,
para você, para todos. Para sua amiga."

Desculpe, não penso assim.
É para mim, só para mim
que tudo é doloroso.
Falar ou calar.
Por que seria para vocês?

Sou eu que me machuco
cada dia mais por revelar
meus sentimentos, por dizer
o que vai aqui dentro.

Sou eu que espero todos os dias
um raiozinho de sol só,
um mero raiozinho dizendo:
- Estou aqui...

E nada, nada, nada...
Só nuvens escuras e lágrimas do céu.

Deus sabe porque escrevo.
Deus sabe porque ainda continuo
e Deus sabe como desejo
parar com tudo e sumir...
Para parar de sofrer.

Ah, que luta, que luta...
Queria tanto que o sol
brilhasse outra vez em minha vida,
mas já não consigo vislumbrar sua luz
no horizonte do caos que vivo a cada dia.

Já não consigo ver mais nada.
E olhe que tento,
com todas as forças me erguer.
Até voltei atrás em coisas
que já tinha decidido.

Por que fui deixar isso acontecer comigo?
Ficar aqui?
Prá quê?
O sol devia estar aqui
e não o vejo mais.

Está escuro.
Escuro demais.

Não consigo mais fazer uma poesia,
um poema que fale de alegria,
de amor. Só sinto dor.

E aqui ninguém
vai carregar minha dor.
Ninguém vai secar
minhas lágrimas.

Acho que vou morrer...
Quero morrer....
Quero morrer para as letras...
E não consigo... Não consigo...
Maria
Enviado por Maria em 02/11/2007
Reeditado em 02/11/2007
Código do texto: T720229
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria
Blumenau - Santa Catarina - Brasil
4776 textos (193259 leituras)
1 e-livros (117 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 02:27)
Maria

Site do Escritor