Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dor De Ninguém

Um vazio tão grande,
um oco profundo,
aqui, bem aqui,
no miolo do coração.

Tudo distante,
longe, longe.
Tudo tão quieto,
um silêncio que grita,
que dói, que fere.
Corta como aço.
Queima como fogo.
Arde como brasa.

Não sei mais viver assim.
Não sei.
Esperei tanto, tanto.
Será que foi tudo em vão?
O que fazer?

Um instante apenas,
e me falta coragem,
um clique só, uma teclinha pequenina,
e... poderia desaparecer também.

Deixar-me morrer,
deitar-me no leito escuro,
cobrir-me com a terra
que quis conquistar,
com o solo deste recanto,
e... descansar...
descansar de minhas andanças,
de minhas lutas,
de meus sonhos
que nunca se realizam...

descansar de tudo,
só descansar
do cansaço de viver
esta vida que já perdi
e não sei mais onde encontrar...
acho que é o meu fim.
O fim de mim.
O fim de minhas palavras...
E, tão doído, assim...
assim tão sozinha...
Maria
Enviado por Maria em 02/11/2007
Código do texto: T720233
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria
Blumenau - Santa Catarina - Brasil
4774 textos (193173 leituras)
1 e-livros (117 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 00:48)
Maria

Site do Escritor