Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ainda que fique

Dirti-ei as palavras sonoras
aquelas, escondidas por tantas horas
e,  que em tantos momentos,  deixei reclusas
esquivando-me de tuas excusas...

E não vistes o que era essencial,
da grandeza do meu amor real
que ficou perdido entre a espera,
desfraldando a verdade de uma quimera;

Os motivos foram tantos
escondidos no meu pranto,
que deixei enfim verter,
prenunciando a dor de te perder...

Hoje, ja nem sei dos meus planos,
sou como a agua de um rio
que corre solitário e frio
e a inconsequente boca diz : "te amo"

Viajo no tempo que nem vi
sem saber, se fiquei ou se parti
e, a unica certeza que guardo de ti,
é que,  sem ter-te, morri
Lara
Enviado por Lara em 21/03/2005
Código do texto: T7215
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lara
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 61 anos
113 textos (9672 leituras)
3 e-livros (253 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 12:07)
Lara