Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ABANDONO



Pobre poeta!
Que caiu no esquecimento,
Feito um livro abandonado,
Hoje se encontra perdido no tempo e espaço,
Como se não mais tivesse algum sentimento.
Pobre poeta! Foste abandonado em hora incerta.
Pobre poeta que um dia sonhou ser amado,
De alguém especial sempre quis receber um abraço.
Pobre poeta!

Pobre poeta!
Que como todos os mortais,
Também tem o direito de errar,
De perseguir seus sonhos e ideais
Quando está triste não é pecado chorar
Pobre poeta porque tão triste é teu destino?
Como teu coração pôde alguém judiar,
Porque não voltas a sorrir,
Como nos tempos de menino?
Pobre poeta por que não tentar desse abandono sair?


                                            3 de novembro de 2007
CARLOS BOSCACCI
Enviado por CARLOS BOSCACCI em 03/11/2007
Código do texto: T721917
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
CARLOS BOSCACCI
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 34 anos
401 textos (25871 leituras)
2 e-livros (17 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 20:50)
CARLOS BOSCACCI