Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MORTE EM CHAMAS

DEIXA...
DEIXA QUE EU VIVA
VIVA ESSE MOMENTO...PROFANE EM TEU CORPO
E RECLAME A PARTIDA.

DEIXA...
DEIXA QUE EU FALE,
DESSA FEBRE LOUCA,
QUE ME SAI DA BOCA,
E A TI REFLETE.

DEIXA...
DEIXA QUE EU DANCE,
NESTA DANÇA FOSCA,
QUE ME PONHE TONTA,
QUE ME CALA EM MENTE.

DEIXA QUE EU GEMA,
NESTA EXCITAÇÃO,
NESSE TREMOR INERTE,
QUE MINHA ALMA HESITA.

DEIXE...
DEIXE QUE EU MORRA,
POIS, NESSA MANHÃ MORNA,
ENCONTREI TÃO MORTA,
ESTÁ BRASA VIVA.
Ecila Yleus
Enviado por Ecila Yleus em 04/11/2007
Reeditado em 04/11/2007
Código do texto: T723067

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ecila Yleus). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ecila Yleus
Recife - Pernambuco - Brasil, 65 anos
328 textos (10453 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 13:05)
Ecila Yleus