Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
SONHOS INSERVÍVEIS!
_________________________________________




Lá se vão todos os sonhos adornados com mel!


Adormentados ao léu do tempo, azedaram!


Não posso lhe dizer que outros sonhos vão inexistir o meu coração!...

Mas sobre estes que o tempo azedou...

a não ser coalhados e inservíveis,

nada posso esclarecer!


©Balsa Melo

25.03.06

Cabedelo - PB

BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 04/11/2007
Código do texto: T723212
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87168 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 10:43)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)