Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AGULHA

Corto e costuro
Alinhavo a vida
Uso a agulha do tempo virtual
Minto para as linhas das mãos
Traço a sina do destino nas entrelinhas
Administro a física do universo e a química das idéias
Afundo o casal de noivos no bolo ilusório
Arrasto o véu na obra de arte do sonho
Corto e costuro a língua fria da rasga-mortalha
Entro no útero
Puxo o fio infindável da vida
Jogo a placenta no balde dos retalhos
Canto para embalar a humanidade
Abandonada entre as esferas implacáveis do carrossel divino
Observo anjos nus e santos translúcidos
Sopro as nuvens junto com as evidências
Nem tudo me é permitido

TÂNIAMENESES
Enviado por TÂNIAMENESES em 04/11/2007
Código do texto: T723327
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
TÂNIAMENESES
Aracaju - Sergipe - Brasil, 69 anos
1682 textos (175344 leituras)
1 áudios (102 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 23:00)
TÂNIAMENESES