Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

METAMORFOSE

O que me faz buscar o desconhecido?
O que me faz desalinhar o traje?
Colocar-me pelo avesso?
É aquela face,
Aquela face que em mim não vejo,
Mas sei que existe com tal disfarce
Que a coragem foge junto a ela.
Onde encontrar aquela força mágica
De disfarçar a palidez e seguir as ruas
E aquele riso frouxo que sintoniza o tom que eu dava ao dia.
Perdeu-se nas grandes avenidas,
Em meio aos comerciantes atordoados,
Perdeu-se nas complexas mutações,
Na travessia da calçada,
No trânsito infernal da segunda-feira.
Sou metamorfose ,presa no casulo,
No meio do asfalto esperando o momento
Do vôo para sobrevoar em mim,
Soltando a velha carcaça:
Das convenções hipotéticas,
Das delinqüências genéticas,
Das máquinas robóticas.



Ecila Yleus
Enviado por Ecila Yleus em 04/11/2007
Reeditado em 27/02/2010
Código do texto: T723595

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ecila Yleus). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ecila Yleus
Recife - Pernambuco - Brasil, 64 anos
328 textos (10433 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 04:48)
Ecila Yleus