Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

HORA DE POESIA...







“Qualquer hora é hora de fazer um poema.” (Gertrude Stein).





Bateram à minha porta
não era noite
nem era dia,
era hora de poesia.
 

Bateram à minha porta
não tinha corpo
nem tinha alma,
tinha a calma da poesia.
   

Bateram à minha porta
ninguém chamou
ninguém entrou,
inquietou-se a poesia.
 

Bateram à minha porta
e era a hora da hora
da poesia de agora,
...e nasceu a poesia.
 
 
Bateram à minha porta
a poesia é quem batia...
 
IVAN CORRÊA
Enviado por IVAN CORRÊA em 05/11/2007
Código do texto: T723928
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Deve citar a autoria do texto). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
IVAN CORRÊA
Catalão - Goiás - Brasil
3048 textos (77796 leituras)
5 e-livros (152 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 21:29)
IVAN CORRÊA