Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O MENDIGO



Ele vem descendo a rua
Sorrindo com boca nua,
Num andar que não tem pressa
Sobrevivendo ambulante,
Andrajoso e discrepante
Na miséria que não cessa

No olhar doce, o mistério,
Senhor de seu império
De uma riqueza aguda.
Traz na mão indigente
Um exemplar surpreendente
Do grande Pablo Neruda

Por quais caminhos andou
Que descaminho trilhou
Até chegar esse momento?
Uma coisa com certeza
Por si só, já é beleza,
Ele tem conhecimento!

Invejo aquele sorriso
Pois foi como um aviso
Que me abalou o coração
Ser feliz não tem receita
Só consegue quem aceita
A vida, com gratidão.

Foi-se embora o miserável
Deixando-me com admirável
Missão por realizar:
Cultivar a humildade
E se tiver capacidade
Conquistar o meu lugar.

Jamais esqueci o mendigo
Que sem saber foi um amigo
Cuja lição tento aprender,
Na sua simplicidade
Ensinou que na verdade
Ser feliz é só querer.

Luiz da Silva Rosa
Enviado por Luiz da Silva Rosa em 05/11/2007
Código do texto: T724796
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luiz da Silva Rosa
Santa Isabel - São Paulo - Brasil, 61 anos
71 textos (6896 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 00:58)
Luiz da Silva Rosa