Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VOU FALAR TUDO... ATÉ ESQUECER VOCÊ!




Vou lhe dizer no riscado desta
hora tudo que nunca fora possível
falar pela mudez que sempre me causou o seu grito!

Ele entrava vadiando com a minha sangria íntima e
a feiúra era algo impiedoso e
a piedosa revelação do sofrimento causava
o entrincheiramento das minhas
ressentidas lágrimas...

sôfregas caiam sem esperança de utilidade!

Espia só como tudo é indizível!...

Findo matizando a fala para não ferir sua alma!

E eu nem sei se ela persiste na busca de nascer!...

Vou desdizer o dito,
o escrito vou apagar queimando o
pano que exalta o perigo,
mas quebrarei o relógio psíquico que encurta
a distância do passado para deixá-la na impossibilidade!...

até do meu sonhar!

©Balsa Melo
26.05.06
Cabedelo - PB
 
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 06/11/2007
Código do texto: T726427
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87780 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 00:45)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)