Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pétalas no chão

Do seu gesto mais calado,
fecho meus olhos
e vejo o seu mistério
que em seu ser
se enclausura
e no Universo
não se iguala
ao sabor de suas palavras.

Compreendo a suavidade
agressiva das suas atitudes
e, no arrebol dos meus sonhos,
entrego o meu sentir
ao vento,
que o guardará na solidão
do ar, que ainda ousamos respirar.

Encerra-se o que não se pode tocar
nas curvas da vida mansa,
a dizer  que a chuva não cansa
de fertilizar o coração.

E a Primavera continua
a florescer a luz do nosso olhar,
na pureza deste verbo
polissêmico, continental sentir,
que causa a morte em vida,
e, ao decrépito ser,fôlego
ao experimentar, ao menos,
o que é  Amar.
SueliFajardo
Enviado por SueliFajardo em 07/11/2007
Reeditado em 07/11/2007
Código do texto: T726997

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SueliFajardo
Jandaia do Sul - Paraná - Brasil
957 textos (31027 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 15:26)
SueliFajardo